Vender mais e melhor

 

 

 

 

 

 

Vender mais e melhor

À primeira vista, vender é uma das atividades mais dependentes da estima e do ego que conheço. Focado no meu objetivo e acreditando que escuto o meu cliente, avanço de passo em passo em direção ao que pretendo obter do meu cliente.

E se consciencializar de que o meu cliente necessita da minha ajuda?

Vender sem querer vender

Não é fácil vender sem querer vender, acreditando em simultâneo que servir, exige uma enorme concentração e a total dedicação ao momento. Aprenda a vender mais escutando melhor. Vender mais e melhor

Vender mais e melhor

Quantas vezes estamos convictos da cor, corte e tamanho da peça de roupa que pretendemos vender, e acenamos com a cabeça dizendo que sim ao nosso cliente sem escutar uma só palavra do que ele nos diz?

Vender mais escutando melhor é o que propomos às equipas de vendas.

Vender mais, escutar mais 

Consultar o nosso cliente e vender mais sem querer vender, significa dedicar genuinamente a nossa atenção ao cliente que está em frente a nós.

Vender mais e melhor

Deverá existir sempre no vendedor (ou consultor) um sentimento de partilha e de desejo de saber mais sobre a pessoa que veste naquele momento o papel de nosso cliente. As histórias que ele conta sobre a última viagem devem interessar ao profissional de vendas sem que esse se torne o principal motivo daquele encontro entre o vendedor e o cliente.

Escutar o Cliente, Vender mais e melhor

Tecnicamente, é difícil ensinar alguém a escutar. Podemos apenas sensibilizar as nossas equipas para a importância que tem, querer saber mais sobre o nosso cliente e aprender a liderar a conversa no sentido que pretendemos. Ou seja, sentir o cliente.

Comunicar melhor

Escutar melhor é meio caminho andado para comunicar melhor! A formação em vendas da 3 Solutions propõe desenvolver as competências das equipas  e ensinar a comunicar melhor.

Vender mais escutando melhor é o que propomos às equipas de vendas

Novo método de venda com genuinidade

Novo método de venda com genuinidade

Novo método de venda com genuinidade

A genuinidade subjacente aos nossos sorrisos e frases criadas principalmente na aproximação que fazemos às pessoas que entram na loja, provavelmente supera a importância que pode ter a melhor ferramenta de técnicas de venda.

À partida, defender alguém em tribunal e vender, nada tem a ver um com o outro.

Vender é consultar

Concluindo, observa esta comparação:

Se frequentarmos a universidade de Direito e adicionarmos muito treino e estudo, a maioria de nós sentirá que domina o tema e  auto-convence-se de que é excelente advogado.

O rigor e disciplina impressos durante o primeiro e seguintes processos  são especialmente relevantes. Talvez ao ponto ser feliz com a minha profissão

Se desde criança gosto de defender o lado no qual acredito, provavelmente irei ser um apaixonado por lei.Como resultado, pagaria para exercer esta função!  Portanto, iria procurar aprender sobre este tema e muito provavelmente esbarrava no curso de Direito.

Estou certo de que estariam reunidas as condições ideais para ser o melhor Advogado, Jurista ou Juiz. Consequência de ter aprendido!

A disciplina é indispensável

Muito provavelmente, se juntasse disciplina e rigor ao meu talento, não haveria previsão possível para o infinito da qualidade do meu desempenho.

Como resultado, o meu sucesso profissional estaria praticamente garantido.

TAL (Trust, Advising, Loyalty)

Parece que confiança só é possível se subjacente ao nosso sorriso estiver a nossa genuína vontade de proporcionar àquela pessoa uma experiência única.

Esta atitude permite-me viver dentro da minha personalidade.

 

3Solutions, potencia o teu talento!

Provavelmente gostas de proporcionar aos outros experiências únicas e de as consultar sobre um tema que dominas (por exemplo moda), então junta estas técnicas de venda. Consequentemente, iremos aprender técnicas de venda.

Junta-as ao teu talento.

“Como Vender em Três Passos-TAL (Trus Advising Loyalty)”

Nem quero imaginar onde podemos chegar!

 

Um abraço!

 

Hugo Andrade

Atendimento personalizado

 

atendimento personalizado

 

Atendimento personalizado.

Agora está na moda falar de atendimento personalizado!

Por vezes queres seguir tanto o protocolo de atendimento instituído pela loja onde trabalhas que te esqueces de seres natural! Sem te aperceberes, estás a tornar mecânico algo que tem de ser fluído e leve. Os clientes percebem logo quando isso acontece! Tenho a certeza que já sentiste isto quando és tu o cliente.

Visitar uma loja sem pretender comprar nada.

Estou certo que já visitaste lojas apenas para fazer tempo. Por outro lado, mesmo não tendo nada que fazer, só entras naquelas lojas que te dizem algo. Ou porque houve um produto no visual merchandising que te chamou a atenção, ou porque o ambiente da loja te agradou. Ou simplesmente porque a musica era boa. Provavelmente nem te apercebeste disso!

Quando o vendedor te capta a atenção.

Quando entras na loja distraído e nem te apercebes que existe alguém que tem a capacidade de te transmitir que te permite que desarrumes a loja toda. Que é um prazer para ele que tu sejas consultado por ele. E que para além de tudo se propõe a ser ele a desarrumar apenas para te proporcionar uma experiência positiva na sua loja.

Manter o protocolo da empresa?

Podes e deves manter o protocolo, mas também seres tu própria(o)! Procura estudar bem o que tens que dizer para que essas conversas se tornem menos automáticas e mais naturais. Depois procura não fugir à tua personalidade adaptando-a a ao que a empresa pede. Por último testa e pede a opinião dos teus colegas e mesmo aos teus clientes.

Se isto acontecer, é porque te sentes mesmo à vontade com o atendimento personalizado!

Aposta fortemente em manter um relacionamento genuíno com os teus cliente/potencias cliente.

Lembra-te, vendes emoções! Se passares emoções e proporcionares experiências, a venda torna-se mais fácil e genuína!

Um abraço

Filipe Jerónimo